Dúvidas mais frequente sobre o câncer de mama?

Dúvidas mais frequente sobre o câncer de mama?

Quais são os principais sintomas do Câncer de Mama?

Esse talvez seja um dos maiores problemas na detecção da doença, esse câncer é silencioso, é difícil descobri-lo por sintomas já que fisicamente não acontece muita alteração com o corpo e não causa dor, por isso a importância do autoexame e a consulta ao ginecologista todo ano fazendo os exames regularmente e ficando sempre atenta.

Qual a faixa etária que concentra maior risco?

A partir dos 40 anos as mulheres devem ter maior atenção ao câncer de mama, mas se houver algum histórico familiar já é indicado começar os autoexames a partir dos 35 anos.

O Câncer de Mama é hereditário?

10% dos casos de câncer de mama acontecem por fatores hereditários (que passa de mãe para filha) já os 90% restantes acontecem devido a fatores reprodutivos e maus hábitos de vida.

Existe um médico especialista no assunto?

Sim, o Mastologista, mas inicialmente devemos procurar o Ginecologista, é esse profissional que vai encaminhar a paciente para fazer a primeira mamografia e, caso houver algum problema no resultado do exame como por exemplo o encontro de algum Cisto ou Nódulo, o ginecologista indica a paciente para um mastologista.

Qual a diferença entre Cisto e Nódulo?

Os cistos são formados por líquidos e são sempre benignos. Se forem pequenos, o médico vai tratá-los com remédios; se forem maiores, é preciso fazer uma punção, que retira o líquido de dentro do cisto. O importante é você saber que um cisto nunca será capaz de virar câncer, já o Nódulo significa caroço ou tumor – que pode ser benigno ou maligno. Se for benigno, dá para viver com ele; se for maligno é câncer e pode exigir cirurgia. Vale lembrar que dificilmente um tumor benigno vira maligno ou vice-versa.

O uso de anticoncepcional “pílula” aumenta o risco de câncer de mama?

Há pesquisas que afirmam que pode aumentar, já a maioria diz que não. Em todo caso, não considere a pílula um fator de risco.

Quando é necessário a retirada do seio?

Somente em casos graves em que a doença é detectada muito tardiamente. Caso a mulher faça todos os exames com regularidade tem mais chances de detectar a doença e nesse caso evitar a cirurgia. Mulheres com até 40 anos devem consultar o ginecologista uma vez por ano no mínimo para fazer os exames.

Perdi a mama, o que faço?

Existe lei que dá à mulher o direito de fazer a reconstrução da mama a partir da sua retirada devido ao câncer. Ela pode usar prótese de silicone ou até mesmo tecido do próprio corpo. O (SUS) Sistema Único de Saúde cobre a cirurgia.

Posso voltar a ter a doença?

Sim, existe a possibilidade. Somente após cinco anos fazendo todos os exames pedidos pelos médicos é possível se considerar curada. Caso a doença seja novamente detectada durante esse período é preciso recomeçar o tratamento.

Quais são os exames que eu devo fazer?

Antes dos 40 anos, a consulta com um ginecologista uma vez por ano, para que ele faça o exame manual é o recomendável, ou em caso de mulheres com mamas maiores o indicado é o ultrassom.

Após os 40, recomenda-se a mamografia. É um exame simples, rápido e que pode salvar vidas.

Mulheres obesas tem mais riscos?

Sim, as mulheres obesas produzem umas substancia chamada estrogênio, um hormônio feminino que também é responsável pelo aparecimento desse câncer. Uma alimentação saudável e a pratica de atividade física regular, ajudam a reduzir esses riscos.

Na Docctor Med você encontra vários centros médicos com atendimento de ginecologia que podem avaliar seu caso. Agende já a sua consulta! 

 

Adicionar Comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados*

um × 3 =