12 dicas para a saúde mental durante a quarentena do Coronavírus

12 dicas para a saúde mental durante a quarentena do Coronavírus

 

Ficar em casa durante todo o dia e alterar a rotina de todos pode levar a uma situação de estresse a várias pessoas. Porém, essa reclusão recomendada pelo Ministério da Saúde para evitar a transmissão de Coronavírus no Brasil, é extremamente necessária neste momento. Por isso, buscamos algumas dicas com a psicóloga Elise Trindade para encarar esses dias de isolamento social.

Siga as dicas e se cuide, além de cuidar de quem você ama, principalmente dos idosos, que são o maior grupo de risco.

 

1-            Busque manter uma rotina, mesmo dentro de casa, estabelecendo horários para as atividades;

2-            Acorde no mesmo horário de sempre, não fique de pijama, no caso de home office vista-se como se fosse trabalhar e mantenha um ambiente de trabalho em área específica e organizada;

3-            Procure diversificar as atividades durante o dia, como ler, estudar, trabalhar, ver série, jogar, cozinhar, se exercitar, escrever, etc.

4-            Mesmo dentro de casa, realize atividade física (existem muitos programas de treinos pela internet). Yoga é uma excelente opção também, por trabalhar aspectos físicos e mentais simultaneamente;

5-            Evite ficar assistindo jornais e notícias alarmistas, busque apenas as informações importantes para o momento;

6-            Mantenha um convívio social, telefônico ou virtual com familiares, amigos e colegas;

7-            Não durma mais que 8h por dia;

8-            Aproveite para cozinhar alimentos saudáveis, testar novas receitas e desenvolver habilidades culinárias;

9-            Procure realizar uma atividade que sempre sonhou e não tinha tempo, aprender uma língua nova, um instrumento musical, escrever um livro ou afim;

10-         Exercite a tolerância e a capacidade empática, busque se colocar no lugar do outro e ser mais flexível;

11-         Não faça uso de bebidas alcoolicas mais que o habitual, buscando evitá-las sempre que possível;

12-         Aprenda a conviver com o tédio, isso também é importante.

Fonte: Elise Trindade, CRP 07/15329

3 Comentários

  • Silvia Maria Spósito da Silva Posted 27 de julho de 2020 12:23

    Preciso psiquiatra

Adicionar Comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados*

nove − 1 =